"Quando o amor se faz, a noite se cala, testemunha..."

Clique na miniatura de amostragem para a ampliar.

BUSCA AO ANOITECER

Autor Jairo Nunes Bezerra


O silêncio se fez mais presente,
Nesse anoitecer sem nuvens escuras...
Até a fria lua ficou incandescente,
Iluminando a área à tua procura!

Percorri as várias ruas conhecidas!
Até os principais bares da cidade...
Busquei-te nas voltas e nas idas,
Ávido de amor, com excentricidade!

E fui dormitar quase ao amanhecer,
Sentindo o desprazer,
De não de não te ter em meus braços!

Não sei onde estavas (e nem quero saber)!
O melhor é de isso me abster,
E em outras noites receber teus afagos!


Ouçam Feelings - Richard Clayderman


Comentários

Vinicius.C disse…
Ao ler- senti saudades, uma saudade boba já controlada- entendida- domesticada.

Adorei!

Um beijo enorme e um ótimo fim de tarde!

Estou esperando por vc no Alma!
Vera Lúcia disse…
Olá Sônia,

Richard Clayderman acalenta minha alma.
Adorei ouvir.
Beijo.
Zélia Cunha disse…
Lindo poema.Ás vezes buscamos a pessoa amada e quando não a encontramos bate esta saudade danada.
Lá no blog tem um selinho para você.
Tenha um lindo inicio de semana, muita luz!
:D
bjs
Zelia

Postagens mais visitadas