Sejas o que puderes ser, mas com dignidade.

                                                         colunazul.blogspot.com




















Sê... 


Se não puderes ser um pinheiro, no topo de uma colina,
Sê um arbusto no vale mas sê
O melhor arbusto à margem do regato.
Sê um ramo, se não puderes ser uma árvore.
Se não puderes ser um ramo, sê um pouco de relva
E dá alegria a algum caminho.


Se não puderes ser uma estrada,
Sê apenas uma senda,
Se não puderes ser o Sol, sê uma estrela.
Não é pelo tamanho que terás êxito ou fracasso...
Mas sê o melhor no que quer que sejas.


Comentários

Aleatoriamente disse…
Boa noite querida.
Adoro Neruda e esse poema é lindo d+.

Beijinho
A dignidade devia ser a base da Humanidade, pena que assim não seja...

lindo poema.
abraço
oa.s
Naty Santos disse…
Que lindo!!!!!!!

Saudades daqui!!

Beijos Soninha,minha linda pernambucana!
Valquíria disse…
Olá querida, trago uma estrada...

AMIGOS SÃO ESTRADAS!

Certos amigos são indispensáveis,
Normal simples como aquela estradinha de terra no interior,
onde do alto da colina podemos avistá-la inteirinha,
sabemos onde podemos ir e onde podemos chegar,
são transparentes e confiáveis.
Outros, acabaram de chegar,
como estradas que só conhecemos pelo Guia,
e vamos nos aventurando
sem saber muito bem seus limites,
é um caminho
desconhecido,
mas que sempre vale a pena trilhar.
abraços

Postagens mais visitadas