Para amar, há sempre tempo.






















Ama-me. É tempo ainda. Interroga-me.
E eu te direi que o nosso tempo é agora.
Esplêndida avidez, vasta ventura
Porque é mais vasto o sonho que elabora


Há tanto tempo sua própria tessitura.


Ama-me. Embora eu te pareça
Demasiado intensa. E de aspereza.
E transitória se tu me repensas.

               
By: Hilda Hilst

Comentários

ValCruz disse…
Soninha, Hilda é uma das minhas favoritas!!... risos.

ps.: gostei da foto no avatar... hehe, tá linda!

Postagens mais visitadas