Há uma doce luz no silêncio


Serenata...


Permita que eu feche os meus olhos,
pois é muito longe e tão tarde!
Pensei que era apenas demora
e cantando pus-me a esperar-te.,
,
Permita que eu emudeça:
que me conforme em ser sozinha.
Há uma doce luz no silêncio,
e a dor é de origem divina.
,
Permita que eu volte o meu rosto
para um céu maior que este mundo,
e aprenda a ser dócil no sonho
como as estrelas no seu rumo.

Comentários

Legis disse…
Este poema caiu-me como luvas. Luvas de lã num dia frio.
Obrigada por partilhar algo tão lindo.
E a música? Não podia ser outra!! (:
"Sound of silence"... nossa!
Feliz presente encontrar esse blog e este, exatamente este post.
Luz para vc, querida.

Postagens mais visitadas