Solidão, é uma casa...


                                                                      jornale.com.br





















Uma casa chamada Solidão...


Na minha rua havia uma casa
Uma casa que se chamava Solidão
Nessa casa tinham muitos comodos
Nesses comodos moravam muitas pessoas
Essas pessoas eram muito diferentes uma das outras
Umas viviam sem ter consciência da realidade, em estado vegetativo.
Outras nem sabiam quantas pessoas moravam nessa casa, elas só viviam para si próprias, não se doavam e rejeitavam doação em forma de afeto ou atenção.
As demais pessoas, apenas foram jogadas ali pela vida
Enfim, a maioria eram reféns e/ou náufragas do destino.
Sem rumo e sem prumo.
Em cada rua existe uma casa assim, você conhece alguma?

Comentários

Socorro Melo disse…
Olá, Soninha!

Bem profunda essa mensagem, e verdadeira. Sim, eu conheço uma casa assim, e é muito triste.

Bom fim de semana, amiga
Paz e Bem!
Socorro Melo
MARILENE disse…
O mundo é essa casa. Cada um com suas fragilidades e medos. Somos, de certa forma, náufragos que precisam nadar até chegar em terra firme. E para isso, precisamos coragem, pois nadar é um ato solitário.

Bjs.
ValCruz disse…
Concordo com a Marilene.

Bjo, tudo belo por aqui!!
A bondade chega. Faz-se luz. Uma esperança reaparece. E a vida deve continuar com a coragem necessária para estancar lágrimas.

Uma rua. Um destino. O seguimento de uma vida. Nesta vida precisamos dos afetos recebidos dos integrantes da casa. Precisamos da realidade. As realidades que existem nas mentes das pessoas de cada cômodo de uma residência. A solidão é uma sem saída, por isso precisamos da união dos partícipes da mesma rua.
Vera Lúcia disse…
Olá Sônia,

Bela reflexão!

A vida requer interação, companheirismo e solidariedade.
A solidão não é, no geral, uma boa companheira.

Tenha um lindo final de semana.

Beijos.

Postagens mais visitadas