Vícios que advém de amar...













Logrador



Você habita o próprio centro
de um coração, que já foi meu,
por isso torço "prá" que dentro em pouco,
lá só more eu.

Livre de todos os negócios
e vícios que advém de amar,
lá seja o centro de alguns ócios'
que escolherei "prá" cultivar.

E, "prá" que os sócios vis do amor:
rancor, dor, ódio e solidão,
não mais consumam meu vigor

Amado amor, banir-se-ão
no centro, rumo ao logrador,
subúrbio, deste coração...

Orlando Moraes

---- //

Ouçam, é muito bonita.

Comentários

Naty Santos disse…
Muito lindo mesmo!!!

Beijos.

Postagens mais visitadas